A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Itaquaquecetuba se reuniu com a Frente Empresarial Pró-Itaquaquecetuba (Fempi), na região do Parque Industrial, para discutir os trâmites para a instalação de um “condomínio empresarial” que deve ser implantado no bairro.

Na ocasião, os representantes empresariais da cidade e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luciano Dávila, expuseram ideias e medidas a serem adotadas para que o projeto seja aplicado. “A prefeitura tem interesse em auxiliar esse processo com base nas propostas apresentadas. Essa é uma reivindicação antiga da região que implica em alguns direitos e deveres por parte dos futuros aglomerados.”

Além das questões que envolvem a segurança, por meio da implantação de cancelas e monitoramento por vídeo 24 horas, outras possibilidades foram pensadas para a implantação do complexo industrial como a atração de agências bancárias, construção de restaurantes e a implantação de uma base da Guarda Civil Municipal.

“Apesar dos desafios a serem enfrentados, o momento é favorável para a concretização desse projeto já que, além do direcionamento da Fempi, os empresários podem ter o apoio da prefeitura e da Câmara Municipal para dar sequência aos trâmites”, completou o prefeito Eduardo Boigues.

Para dar seguimento, será preciso apresentar um projeto formal que, dentre outras coisas, deve deixar clara a adesão de pelo menos 70% dos empresários da região. Audiências públicas também devem ser realizadas a fim de conhecer a opinião de pessoas que, direta ou indiretamente, podem ser afetadas pela iniciativa. A expectativa é de que os trâmites formais sejam iniciados em breve.