Aplicações da vacina bivalente também ocorrem em todas as UBSs

A Prefeitura de Itaquaquecetuba, por meio da Secretaria de Saúde, iniciou a campanha de vacinação contra a influenza. O público-alvo desta etapa abrange aproximadamente 118 mil pessoas.

O grupo prioritário é composto por crianças de 6 meses a menores de 6 anos, trabalhadores da saúde, gestantes, puérperas, professores do ensino básico e superior, idosos de 60 anos ou mais e profissionais das forças de segurança.

Pessoas com doenças crônicas não-transmissíveis e condições clínicas especiais, com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário, profissionais do sistema prisional e socioeducativo, população carcerária e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas também podem tomar o imunizante.

A campanha ocorre até 31 de maio em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h. É necessário apresentar documento com foto, CPF, cartão SUS e cartão vacinal. Até o momento, o município recebeu 31 mil doses da vacina e a estimativa é de que novas doses cheguem nas próximas semanas.

A secretária de Saúde, Ariana Julião, destacou a importância do público-alvo se imunizar contra a gripe. “A 25ª campanha acontece em um momento crucial. Mais do que nunca, entendemos a importância da ampla vacinação e, além disso, é uma ótima oportunidade para atualizar a caderneta de vacinação e ficar em dia com a saúde.”

Para crianças de 6 meses a menores de 6 anos, que tomarão a vacina pela primeira vez, será feita a aplicação de duas doses com um intervalo de 30 dias da primeira aplicação. Os demais públicos tomarão apenas uma dose. Neste ano, com o objetivo de ampliar a cobertura vacinal, todos os grupos prioritários serão atendidos de uma vez.

“Nosso plano de vacinação está de acordo com as indicações dos governos estadual e federal, atendendo prioritariamente idosos, crianças e pessoas que estão mais expostas ao vírus. Uma cidade desenvolvida é construída por pessoas saudáveis, vacinadas e que sabem a importância das vacinas”, completou o prefeito Eduardo Boigues.

Bivalente

A Secretaria de Saúde também está reforçando a campanha de vacinação da bivalente contra a Covid-19. Desde o último dia 3 passou a contemplar idosos de 60 anos ou mais, profissionais de saúde, imunocomprometidos ou com deficiência permanente a partir de 12 anos, indígenas, gestantes e puérperas, privados de liberdade e funcionários, além de adolescentes em medidas socioeducativas.

Já nesta semana teve início a vacinação em pessoas de 12 a 59 anos com comorbidades. As aplicações também ocorrem nas UBSs das 7h às 17h. É necessário apresentar RG, CPF, cartão de vacinação e laudo médico que comprove a condição. Lembrando que a dose só pode ser aplicada após um intervalo de pelo menos quatro meses da dose anterior.

A lista do Ministério da Saúde enquadra como comorbidade pessoas com diabetes, pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial, insuficiência cardíaca, hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva ou congênita, síndromes coronarianas, valvopatias, miocardiopatias e pericardiopatias, doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas.

Também estão contempladas pessoas com arritmias, próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados, doenças neurológicas crônicas e distrofias musculares, doença renal ou hepática crônica, hemoglobinopatias e disfunções esplênicas graves, obesidade mórbida, Síndrome de Down e outras síndromes genéticas.