Reforma do espaço deve ser concluída em seis meses

A Prefeitura de Itaquaquecetuba assinou nesta sexta-feira (1) a ordem de serviço para construção de uma unidade do projeto Casa da Mulher em SP no município, no valor de R$ 1,2 milhão. O espaço, na Vila São Carlos, vai oferecer acolhimento, qualificação, suporte jurídico e psicológico às mulheres.

Estiveram presentes na cerimônia o prefeito Eduardo Boigues, secretários, vereadores, além de representantes da Delegacia de Defesa da Mulher, do 35° BPM, e moradores do entorno.

Com investimento do governo estadual de R$ 765 mil e contrapartida da prefeitura de R$ 502 mil, a Casa da Mulher conta com 462 m² de área construída em um espaço de 2.500 m² na rua Guariri. A estrutura que existe no local seria destinada a um Centro Dia do Idoso, mas a obra foi abandonada por gestões anteriores.

“Como morador da Vila São Carlos, é um orgulho ver essa obra sendo retomada e saber que ela vai ajudar tantas mulheres. Desde o início da gestão, combater a violência e dar autonomia para elas é uma prioridade. Hoje é um dia histórico”, disse o secretário de Governo e Obras, Marcello Barbosa.

O equipamento terá sala para atendimento social e psicossocial, administração, salão para eventos, auditório, sala de atendimento jurídico, espaço culinário para cursos e workshops, brinquedoteca e lavanderia. A previsão é de que a reforma seja concluída em seis meses.

“Vamos oferecer capacitação profissional, saúde, assistência psicossocial e, o mais importante, a sensação de proteção e segurança. Vamos otimizar os serviços já oferecidos pela nossa secretaria”, disse a secretária da Mulher, Direitos Humanos e Cidadania, Hadla Issa.

O atendimento será feito sob livre demanda, ou seja, será realizado para as mulheres que buscarem pelo atendimento após sofrerem violência doméstica. “Hoje é um dia muito especial, um grande passo na luta em defesa da mulher. Mais uma parceria de sucesso com o governo estadual”, finalizou o prefeito Eduardo Boigues.