O Procon de Itaquaquecetuba aplicou a segunda multa na concessionária de energia do município, a EDP, no valor de R$ 1,4 milhão. A punição dada no último dia 19 aconteceu após denúncias dos moradores do bairro Maria Augusta alegando falta de energia nas vias públicas da região desde setembro.

Do começo deste ano pra cá, a empresa tem realizado a implementação do novo sistema de abastecimento de energia elétrica em vários bairros da cidade chamado de BTZero. A ação impacta diretamente no dia a dia dos moradores, uma vez que falta clareza na comunicação por parte da EDP.

“Estamos fiscalizando porque a empresa deve manter a alimentação correta dos canais de iluminação sem danificar os materiais anteriores, o que na prática não ocorre”, explicou o diretor do Procon de Itaquá, Heitor Bera.

Conforme as denúncias e fotos apresentadas pelos moradores, as ruas José Bonifácio, Carlos Gomes, Padre Anchieta, Vital Brasil, Castro Alves, Joaquim Nabuco e Afrânio Peixoto ficaram sem iluminação após os trabalhos realizados pela concessionária.

“O Procon aplicou a multa considerando cada uma das vias danificadas e da prática reiterada, totalizando a quantia de R$ 1,4 milhão, que serão destinados ao Fundo Municipal de Proteção ao Consumidor”, explicou o secretário de Governo, Marcello Barbosa.

O cuidado com o consumidor é a maior preocupação da gestão. “No ato de constatação de irregularidade e má prestação de serviço, o Procon continuará atuando dentro da legalidade para garantir os princípios básicos do direito e garantia dos consumidores”, finalizou o prefeito Eduardo Boigues.