Nesta segunda-feira (17), o prefeito Eduardo Boigues, o secretário de Transportes, Rogério Tarento, e vereadores da cidade estiveram na sede da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), do governo estadual, para a apresentação dos projetos de reforma das três estações de trem da Linha 12-Safira.

A estação Manoel Feio, que já está com o projeto e a ordem de serviço prontos, será a primeira a receber melhorias. As obras começam na semana que vem e a conclusão está prevista para daqui a 24 meses. As mudanças incluem: extensão das plataformas em 40 metros para atender acessibilidade e a vistoria de Corpo de Bombeiros, reforma da passarela existente, nova passarela acessível e coberta entre as plataformas com dois elevadores e duas escadas fixas, construção de uma rampa acessível e duas escadas fixas no acesso principal.

Além disso, terá área de embarque e desembarque acessível, adequação das travessias de pedestres no acesso à estação com ligação acessível ao terminal de ônibus, implantação de bloqueio acessível, ampliação da edificação operacional existente da estação em 500 m², sanitários públicos acessíveis e sanitários, vestiários e copas operacionais.

As coberturas serão reconstruídas, as estruturas existentes receberão substituição de caixilhos, pinturas, calhas e acabamentos no geral, o piso das plataformas receberá regularização e alteamento, assim como o saguão de acesso e entorno da estação, será feito o redimensionamento e adaptações necessárias nos equipamentos de elétrica, sistemas e hidráulica, incluindo gerador e reservatório, a estação contará com uma nova comunicação visual, um bicicletário de 250 m² e receberá todos os equipamentos de detecção, alarme e combate a incêndio.

“Itaquaquecetuba sempre ficou esquecida, mas agora temos orgulho de morar e trabalhar por ela. Serão R$ 600 milhões em investimentos do Governo do Estado nos próximos anos na cidade. Vamos acompanhar de perto essas obras que farão grande diferença na vida dos nossos cidadãos”, disse o prefeito.

A reforma da estação Aracaré será iniciada no segundo semestre deste ano com construção de passarela de transposição da via de acesso à estação, com dois elevadores e duas escadas fixas, áreas de embarque e desembarque e adaptação da travessias de pedestres nos acessos à estação, construção de mezanino para acesso público às plataformas com linha de bloqueios, bilheteria e SSO, implantação de bloqueio acessível, elevador e escada fixa para acesso à plataforma com possibilidade de instalação futura de escada rolante e regularização e alteamento do piso da plataforma.

Na estação Itaquaquecetuba estão sendo realizados os serviços preliminares de topografia, sondagem e laser scanning 3D. Os próximos passos serão a elaboração do projeto, a licitação e execução das obras, previstas para 2023.

“Isso é fruto de muito trabalho e credibilidade. As reformas darão mais dignidade, qualidade de transporte aos usuários e acessibilidade para as pessoas com deficiência. Tudo o que sempre desejamos, sonhamos e nunca tivemos”, finalizou o secretário de Transportes.